Só falta você!

sábado, 25 de junho de 2011

A Música E Seus Gêneros





Ahh, a música como ela é! Vem com sua melodia para apaziguar ou sua harmonia para agitar, ela é a trilha sonora da vida, podemos usá-la para extravasar emoções fortes como: Led Zeppelin, Maiden, Metallica... ou as mais românticas para declarar amor como Bon Jovi, Roberto Carlos e etc... Sem esquecer de falar das mais dançantes, afinal quem nunca deu aquele "Uhh!" do Rei do Pop Michael Jackson.

O fato é que para quem realmente gosta de música não importa a forma como ela está vestida, mas sim o que transmite. Deixando o preconceito de lado, você capacita-se a sentir a música, seja ela rock n' roll, metal e suas variações, blues, pop, country, entre outras mais. 

É bom enfatizar, que o preconceito faz mal e se deixar ele enraíza bloqueando a mente. Portanto desbloqueie-se se precisar, lembre-se, ouça música e não o seu ritmo. É claro que sou totalmente à favor que tenhamos preferências, e particularmente o meu tende à uma pegada mais rock n' roll, lembrando que é só uma preferência não significando que eu tape os ouvidos para outros gêneros.

Como já disse antes, procure sentir a música independente de seu gênero, frisando sempre que as músicas podem ser ruins, existe rock ruim assim como  pop ruim, no mais a essência da música não está no seu gênero e sim na emoção que emite, tanto é que os grupos de forró sempre estão plagiando músicas do metal como o Angra que recentemente teve uma de suas músicas copiadas pelo parangolé.

Tá aí mais um breve comentário, espero que entendam a mensagem: Livrem-se dos preconceitos, isso vale não apenas para o universo da música, mas também para a vida.

P.S: "O Blues é fácil de tocar, mas é difícil de sentir."
Jimi Hendrix

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...