Só falta você!

terça-feira, 12 de julho de 2011

Fanáticos Lunáticos





O fanatismo por si só em sua definição afirma ser cego e excessivo. Na prática também não é diferente ele está presente em diversos níveis como a religião, esporte, música e etc...

A religião é uma questão de senso comum, pais que seguem transmitem aos seus filhos juntamente com os outros fanatismos que não têm lógica nenhuma pelos seus exageros e também em sua origem e que tende ser passada adiante. 

Enfatizando, para ser fanático é preciso ser lunático, fora de si. Os fanáticos abrem mão de suas próprias vidas para figurar a vida REAL dos outros, desperdiçando assim sua chance de protagonizar a vida.

Nenhum homem é digno de se venerar, afinal somos todos imperfeitos, criaturas e não o criador. Cuidado com a elevação alheia, pois pode não sobrar nada para você.

Não existe também reciprocidade, apenas o fanático é quem se sacrifica por algo que nem ele mesmo tem certeza do que é, sendo que o mesmo será lembrado apenas como mais um nas estatísticas, ou seja, o devoto nem se quer é devidamente RESPEITADO e muito pelo contrário, por outro lado por que respeitar algo que nem se dá ao próprio respeito não é?

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...