Só falta você!

sábado, 2 de julho de 2011

A Vida Na Medida Exata




A vida pode ser definida de várias formas dependendo de como ela é interpretada, entre elas   estão: Uma batalha para encontrarmos a felicidade, uma luta contra o tempo, uma oportunidade que Deus nos dá afim de demonstrarmos como nós somos, ou tudo isso junto... Enfim, existem tantas teorias, porém acrescento que seja qual for sua teoria nelas certamente estarão presentes as medidas exatas. 

O que chamo de medidas exatas estão baseadas nas atitudes em que cada indivíduo toma. O maior exemplo disso está na paciência para com os outros, qual seria o limite exato da paciência que deveríamos ter? Sabe? Até quando devemos agir, sermos honestos, submissos, humildes, calmos... Afinal qual é a medida exata para as coisas?

Estamos diante de mais uma definição da vida, a descoberta. O fato é que cada pessoa toma suas medidas próprias estando elas erradas ou não de acordo com as informações que recebem. Mas as medidas exatas para as coisas existem! E dá pra sentir quando acertamos, como aquela sensação em que dizemos: Puxa vida eu fiz a coisa certa.


As dificuldades da vida consiste em saber qual é o ponto certo e nos esforçarmos para se  manter neste. Se conseguirmos, certamente que obteremos êxito em nossos objetivos.

Sem esquecer uma outra: Uma vez que temos opinião própria discordamos. E a partir daí para sabermos qual é a medida exata fica um pouco complicado, mas as melhores soluções para isso é conhecer realmente e amar ao próximo, assim conhecendo a pessoa temos a noção do limite que pode ser imposto e se amá-la vamos querer o melhor para ela.  


Então para mim a vida também é a MEDIDA EXATA, se soubermos ao longo dela nos manter sempre dentro do nível, claro que às vezes com baixas e elevações durante o percurso, mas recuperando-se a tempo que é o que importa para atingir a medida exata das coisas.

Filosofando um pouco...

É muito legal! 

Experimente você também!
    

5 comentários:

  1. Boa Noite!
    Penso que a subjetividade das medidas ou valores e até mesmo o respeito ao próximo, sobretudo ao diferente, não anulam a beleza da tão antiga busca pelas medidas exatas, os ideais!
    Por mais importante que seja o respeito à individualidade e ao outro, mesmo quando este outro discorda de nós, a discussão não pode ser abandonada, pois a aceitação incondicional da diferença, o "Vale Tudo do Conceitos", seria, na verdade, um "nada vale". Sem medida, sem moeda de troca, sem hierarquia de valores, deixaríamos de crias, construir e crescer!
    Grato!

    ResponderExcluir
  2. Olá Marcelo!

    Também concordo com você que a discussão seja saudável.

    ResponderExcluir
  3. Olá Samara!

    Obrigado pelo elogio. Também adorei seu blog!

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela sua visita, que Deus te abençoe. É uma pena que a sociedade se tenha esfriado tanto, que se acomoda diante de tanta injustiça.

    ResponderExcluir

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...