Só falta você!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

As Fronteiras


O homem há muitos vem separando territórios, procurando isolar-se de alguma maneira. Pode ser que esteja pensando em se proteger, defender sua cultura e suas tradições de povos até então desconhecidos,  mas protegendo-se do que exatamente? Uma vez que o mundo é um só e nos tempos modernos mais do que nunca o mundo é desbravado.

Então, qual é necessidade de se existir países? Pior, ele é dividido em 1ª, 2ª e 3ª mundo. Quer dizer um único mundo de vários mundos!

É uma excelente desculpa para esquecer dos países mais pobres. É pura bobagem que países lutem contra si mesmos, afinal por que lutar se podemos somar?

Como já disse em um post passado sobre a generalização, reafirmo aqui que é errado generalizar, ainda mais generalizar um povo, isto é, um grande número de pessoas. Não existe um forma fixa do brasileiro pensar, assim como não existe uma forma exata da qual os japoneses pensam. Pode parecer óbvio, mas cada um é cada um.

É claro que como disse no início, existem culturas e tudo mais. Porém isto não pode significar que podemos ser julgados em massa. Cada pessoa é livre para escolher o que vai ser! Se um inglês quer viver à moda americana, é uma escolha. Concluí-se que as nações não têm "identidades fixas", as coisas mudam constantemente e ilimitadamente.

Não adianta tentar defender um "estereótipo nacional", trata-se de pessoas, logo pessoas mudam a forma de pensar. O mundo iniciou sem fronteiras, e deveria continuar assim. 

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...