Só falta você!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

As Pessoas E Seus Vícios



Todos nós temos vícios, não adianta negar. É claro que ninguém gostaria de tê-los, porém como os adquirimos? E como nos livrar deles?


Bem, partindo da premissa de que tudo é dinheiro, os vícios estão completamente ligados à ele. 


Todo produto é desenvolvido estrategicamente para um consumo sempre ascendente, quanto maiores são as vendas, maiores serão os lucros, e uma pergunta quase que unânime é a seguinte: O que fazer para garantir que meu produto seja sempre utilizado, ou melhor cada vez mais utilizado? Se este não for de necessidade vital, o grande apoio que se pode obter está nas substâncias químicas que são capazes de viciar.


Tais substâncias estão explicitamente em nossa frente, sendo comercializadas como as bebidas e os cigarros. Estas são as legalizadas pelo governo, note que ridículo, as drogas são legalizadas pelo próprio governo. 


Só que o ponto que quero tratar não é exatamente este sobre drogas. Afinal, já estamos cansados de saber o quão ruins as drogas são, o que fazem de mal à nosso organismo, enfim isso tudo é óbvio.


Para responder as questões que foram abordadas logo no início eu diria que só adquirimos os vícios por nossa própria conta, seja por más influências, por imaturidade e etc. Para estes exemplos digo que sempre temos a chance de escolher, então cabe a nós mesmos saber o que é melhor para nós, temos de ter PERSONALIDADE para todas as coisas, temos de ter OPINIÃO PRÓPRIA e não deixar ser guiado por uma infeliz maioria, e se você não tem personalidade, procure ter, e somente ela vai lhe ajudar a tomar decisões vitais que mudarão sua vida para melhor. E a imaturidade não foge da temática personalidade, é claro que ninguém pode nascer maduro, mas alcança-se maturidade de forma rápida na vida   com personalidade própria. 


Isso então nos demonstra que necessitamos dispor de personalidade, não trata-se de ser o "do contra", mas sim saber se impor diante de qualquer assunto, de forma original, sem clichês, não acreditar sempre no que lhe é dito, basicamente ter uma desconfiança racional.


Por fim, se você têm poucos vícios, ótimo mantenha-se assim! Procure ter cada vez menos! Ou se possui muitos, procure por personalidade! Somente com ela você vai poder dizer basta!


PS: Minha personalidade diz que para que eu tenha amigos não é necessário beber e/ou fumar "socialmente". 
  

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...