Só falta você!

domingo, 25 de setembro de 2011

A Ética, a Moral e os Valores





Nós sempre ouvimos falar sobre ética, moral, valores... Que tal refletirmos um pouco acerca destas nomenclaturas!? Bem, é isto que elas são até então - nomenclaturas, pois que vamos discerni-las uma das outras.


A ética na verdade é muito citada hoje em dia, sobretudo ela é voltada para a área profissional, portanto ela é um instrumento de "normas" que regulam a conduta de um profissional em uma determinada profissão. A ética por sua definição é a ciência da moral, criada pelo filósofo holandês Bento de Espinoza, note que a ética e a moral estão ligadas umas as outras, e que numa definição mais clara elas são as mesmas coisas.


Sempre quando falamos em ética, virá consigo a moral, mas agora o que vem a ser a moral? Bem, logo de início gostaria de destacar que a moral é universal, por conseguinte ela vale para todos de maneira igual, a moral é única e indiscutível para todas as pessoas.


Então chega-se à conclusão de que a moral é uma lei universal, sendo válida para todas as pessoas em qualquer sociedade e em todos os tempos. Porém, ela não é uma lei digamos muito clara, ela não diz simplesmente o que se deve fazer ou deixar de fazer em tais situações. Immanuel Kant foi quem trabalhou no desenvolvimento teórico da moral, ele diz basicamente que não podemos explorar os outros pensando em obter benefícios próprios, sendo válido não só para os outros como para nós mesmos, ou seja, não podemos também explorar à nós mesmos. Uma máxima que expressa muito bem as teorias de Kant é: não faças aos outros o que não desejas que façam à você. Subentende-se então que a moral é consciência, a moral é a nossa consciência.


A moral vai além de todas as causas, ele tem por objetivo fazer o que é correto, por exemplo é nosso dever cuidar do planeta não o poluindo e nem permitindo que o façam, pois é o nosso dever moral, é o certo à se fazer, não importando se nossas ações resolveram definitivamente o problema, e nem se causará um pequeno arranhão, afinal é o certo à se fazer, e segundo a lei moral devemos praticar medidas corretas simplesmente porque isto é correto. 


Por fim, essas são as explicações para o termo "moral" que pode causar dúvidas em algumas pessoas, mas que na simples explicação supracitada é compreensível a sua importância, afinal agimos sempre de acordo com os nossos princípios morais. Então, restam os nossos valores que nada mais são do que os resultados da nossa ética e da nossa moral, se fazemos valer nossos valores, fazemos valer nossa moral e nossa ética.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...