Só falta você!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

A Família





A família é de suma importância para qualquer indivíduo, representa a estrutura, o alicerce, que serve de base para tudo que o envolve.


Bem, existem famílias e famílias, algumas bem estruturadas outras nem tanto, umas que chegam a ser um pouco paradoxais em relação ao seu propósito. Quer dizer que em vez da família apoiar o seu componente, faz muito pelo contrário escorraçando-o, descumprindo com a sua função.


A família é exatamente isto, ela pode ser composta por dois ou mais indivíduos que aos estarem "juntos" assumem o compromisso de zelar ao máximo um pelo outro, deve ser recíproco e de incondicional amor. Então, a partir do momento em que a família se desestrutura seja por qual for a razão, pelo menos um de seus componentes é que passou a descumprir o seu dever, a sua função familiar.


É fato que todas as pessoas precisam dispor de um ambiente familiar saudável para ser feliz, pois sem isto é impossível ser feliz. O ser humano não depende exclusivamente dele próprio para ser feliz, é necessário que se haja um convívio entre várias pessoas unidas, que se completam, denominando-se assim o conjunto família. Não dá para as famílias serem perfeitas, mas dá para elas serem modelos completos de família, isto é, pessoas que se amam, e que por isso vivem harmoniosamente juntos.


A desestruturação familiar é mais comum do que se imagina, tendo pelo menos um de seus componentes desviando-a do caminho certo, ela pode transformar os seus elementos de tal forma que os deixe suficientemente decepcionados para ter uma nova família, ou até pior, por exemplo que o indivíduo queira estragar outras famílias. Porém a pessoa que não possui uma família modelo, ou nem se quer tem uma família, é exatamente esta quem deve se preocupar mais em ter por objetivo de algum dia constituir uma família ideal, sendo que ele vai saber melhor do que ninguém o quão importante é o papel da família. Então, muitos dos que procuram por justificar as más escolhas que têm na vida, mais se deve à fraqueza individual do que necessariamente a ausência da família, ou seja, este é o perfil cujo mais precisa idealizar a família correta e valorizá-la ainda mais de quem já a possui.


Em síntese, para não cair em contradição, e dizer que o indivíduo é fraco porque quer, mais claramente falando assumo que para alguém que tem a família desejada é mais difícil que se fraqueje, pois o indivíduo estará apoiado pela família que já tem, mas por outro lado, o lado de quem não possui família ainda, pode um dia ter a família ideal, e para isto é importante que a pessoa use a ausência da família para motivar-se a um dia tê-la como os outros que têm. 

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...