Só falta você!

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Regressando à Natureza





Uma das ideias fomentadas por Jean-Jacques Rousseau, é o regresso do homem às suas origens, ou seja, a natureza.


Esta ideia é motivada por um motivo muito simples, o homem era mais feliz quando vivia na natureza do que hoje vivendo em civilização.


Nós que vivemos há tanto tempo em civilização, sabemos dos problemas que ela têm como a violência, variados crimes que vão de roubos até assassinatos, além é claro dos problemas relacionados ao transporte, saúde, ensino, habitação e etc.


Enfim, problemas não faltam e não faltarão na civilização porque estes problemas são elementos constituintes do modo civilizado de viver, ou seja, é completamente normal que cresçamos desenfreadamente, pois o que principalmente forma a civilização e suas metrópoles são seus numerosos habitantes, que por sua vez traz consigo os problemas civis tais como o transporte que não supri as necessidades de tantos cidadãos que só precisam se locomover para trabalhar de modo civilizado, isto é, em uma empresa que fica geralmente distante de sua casa, e na área da saúde não é diferente, seriam necessários muitos hospitais e bem equipados para atender de modo regular a saturada população civilizada, tão saturada que não é capaz de sustentar tantos indivíduos que acabam até por ir morar nas ruas.


Os problemas sociais têm sua causa na constituição da civilização, portanto engana-se quem pensa que a civilização seja o melhor caminho, se você está satisfeito com a forma que está vivendo, é pela razão de algo ainda não ter ocorrido diretamente com você, preste atenção que não ocorreu ainda, mas você está sujeito a sofrer dos problemas civilizacionais como qualquer outra pessoa. Se é rico sua empresa pode ir à falência, ou também pode morrer em um latrocínio e etc... Então ricos e pobres estão juntos na problemática civilização.


Em suma, podemos concluir que todos os maus que vivemos fazem parte da civilização, é impossível ser completamente feliz em regime de civilização, ao contrário do que é viver em nosso habitat natural, o nosso devido lugar, ao qual deveríamos zelar e vivermos cada dia para a natureza e não para as empresas. Portanto regressar à natureza é na verdade progredir à natureza.

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...