Só falta você!

sábado, 24 de setembro de 2011

Sinais Divinos





Sempre questionei a presença direta de Deus em nossas vidas, como que Deus interfere em nossas vidas? 


Refletindo sobre o assunto, penso que Deus interfere sim em nossas vidas, de forma direta ou não, isto é, acredito que Deus pode por alguma razão simples intervir em nossas vidas, imagine por exemplo que você tenha um compromisso quase que imperdível, e por um incidente qualquer você o perde. Logo, você ficaria muito chateado com a situação, por ter perdido o que era uma oportunidade boa, mas se formos refletir sobre o simples acontecimento de que houve um incidente que nos impediu que obtivéssemos êxito no nosso objetivo, pode-se concluir que esta pode ser uma manifestação de Deus, que vai saber se acabou nos salvando de uma outra situação que poderia ocorrer, por exemplo nesse trajeto que poderia ter sido percorrido houvesse um acidente mais grave podendo lhe tirar a vida?


Então, este pequeno exemplo nos demonstra o quão importante é a presença de Deus em nossas vidas e que muito possivelmente que ele interferi em nossas vidas diretamente, porém não devemos nos tornar paranoicos e achar que tudo é manifestação divina, devemos saber discernir as coisas e é aí que mora a dificuldade dos sinais divinos.


Quero dizer que, Deus se manifesta alterando os percursos de nossas vidas, isto é fato! Mas, como é que podemos saber o que é e o que não é manifestação? Isto é importante, pois talvez Deus esteja querendo nos ajudar e acabamos não compreendo o sinal que Deus nos envia. Quem nunca pediu um sinal para Deus? Naquelas horas em que temos de tomas decisões importantes que poderão mudar nossas vidas para sempre e não temos a mínima ideia de qual escolher?


Quem não conhece aquela história de que um homem está se afogando no mar e quando passa o primeiro barco e arremessa uma boia para salvar o indivíduo que se nega alegando que Deus o irá salvar? Quase todo mundo né!? Mas para concluir a história ele não aceita ser salvo pelo homem do barco, que então vai embora, até que mais tarde aparece outro barco e o homem se nega ser salvo novamente dizendo que Deus irá salvá-lo, por fim o homem acaba morrendo afogado. Chegando ao céu ao encontrar Deus, o homem furioso logo lhe pergunta: Por que o Senhor não me salvou? E Deus responde: Eu lhe enviei dois barcos, mas você não os aceitou.


Moral da história, é muito importante que nos esforcemos para entender o que Deus quer e o que ele faz por nós, esta tarefa exigi muita paciência e sabedoria. 

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...