Só falta você!

sábado, 8 de outubro de 2011

Diga Não ao Conformismo!



Vivemos entre pessoas conformadas demais com as condições em que vivem. São estas pessoas que passam boa parte de seu tempo reclamando ao invés de fazer acontecer as mudanças.


Também há quem nem se quer reclame, o sujeito já se conforma logo de início com o que existe, simplesmente pelo fato daquilo existir. 


O fato é que se cada um de nós nos mexermos, usarmos mais o senso de desconfiança, vamos deixar de ser meros conformados. É exatamente o que acontece com a sociedade, onde grande parte dos indivíduos que a compõe se conformam irrefletidamente com imposições.


Isto tudo fica mais evidente nas greves que assistimos frequentemente acontecer, é claro que a greve é um ato necessário, e é precisamente o contrário do conformismo que tanto critico, mas apesar das reuniões que as greves provocam ainda assim as suas exigências não são atendidas, isto é, até os grevistas acabam por se conformarem no final das contas.


Mas ainda falando de greve, certamente que ela é um meio de dizer não ao conformismo. Então, na verdade a greve deve ser tomada como exemplo para todos nós que devemos passar a não se conformar facilmente e exigirmos cada vez mais.


Infelizmente existem pessoas negativas, esta é a principal característica do conformismo, a pessoa tem uma ideia inculcada de que as coisas nunca irão melhorar, de que isto é impossível, em contrapartida as coisas estão melhorando sim, porém paulatinamente, mas ainda estão melhorando pouco a pouco. Diante disto, a ideia que proponho é por que não melhorarmos a passos mais largos? Não precisa ser nenhum passo maior do que as pernas, mas vivemos sob uma evolução muito retardada, e isto se deve ao conformismo, enquanto pessoas negativas, ou seja, pessoas que se conformam com a informação de que o mundo há cem anos atrás era muito pior de se viver. Eu concordo! Porém não podemos nos precipitar e nos contentar com esta comparação, pois é o mesmo que comparar algo ruim com algo bom, ou seja, é completamente desproporcional! São épocas completamente diferentes e distantes. Façamos questões mais aceitáveis, como será que nestes cem anos que se passaram evoluímos nos aspectos de vida na medida máxima? É óbvio que não! Afinal, como poderíamos progredir tanto se estamos cada vez mais destruindo a nossa própria natureza?


O tiro acaba saindo pela culatra, questões simples já são suficientes para entender que estamos muito conformados com as situações em que vivemos, esta é a razão de tantos problemas ocorrerem comumente, estamos conformados com eles.


Abrace esta campanha e diga não ao conformismo!

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...