Só falta você!

sexta-feira, 23 de março de 2012

O Fazedor de Médias





Quem faz a popular "média" é sobretudo um indivíduo hipócrita, um sujeito que nem se quer  possui os escrúpulos necessários para chegar a traí-los, enfim, um mal caráter.


O principal problema da média é que ela é algo tão falso quanto os que habilidosamente as praticam, podendo ser comparada até à uma nota de quinze reais.


Os fazedores de médias são perceptíveis, afinal eles detém consigo os excessos em suas falas, bem como em suas atitudes. Perante a um elemento desses, temos de saber releva-lo, e isso é possível bastando não se deixar seduzir pela chamativa feição que lhe acostuma acompanhar. Pois, entregar-se e aceitar a falsidade como algo normal, também o torna um pérfido. Os que se habituam a receber tantas médias com felicitação, passam para o passo seguinte, que é ceder médias, neste passo o indivíduo já pode ser considerado um completo fazedor de médias.


Particularmente não permito sofrer médias, ou seja, eu não me rendo aos elogios pomposos, pois esta característica é vil, por mais que este seja elogioso não vale a pena, exatamente por ser mentiroso. Faço lembrar que os mesmos que hoje, naquele curto momento, sorriem na sua frente e em acrescento falam perfeitamente bem de você, amanhã estes mesmos os difamará pelas suas costas.


É mesmo como dizem: "Os verdadeiros amigos são aqueles que falam mal de você na sua presença, e quando na sua ausência te defendem."


Não quero dizer que devemos nos esquecer dos elogios e lembrar somente dos defeitos das pessoas, muito pelo contrário o elogio é de uma importância fundamental para a saudável manutenção de todos os tipos de relações. Ressalvo ainda que todos os indivíduos dispõem de seu lado ruim e bom, isto é, em paralelo às imperfeições que são intrínsecas aos seres humanos, estão as nossas virtudes que diferente do primeiro não são intrínsecas, nós é que as adquirimos ao longo de nossa vida. Logo, independente de qualquer um, somos livres para optar por repassarmos através de exemplos as boas lições que aprendemos.


Em suma, a mensagem final soa em tom de alerta não só para termos cuidado com os chamados fazedores de médias, mas que tomemos muito mais cuidado para não sermos como estes desprezíveis fazedores de média.

10 comentários:

  1. Olá Anselmo!
    Humm... conheço muitos fazedores de média. Infelizmente, não está escrito na testa e por vezes não é aparente, o que torna muito difícil se livrar dessas criaturas antes que elas se tornem desagradáveis. Mas, por outro lado, também é muito fácil se tornar um fazedor de média. Principalmente porque às vezes você elogia uma pessoa e já é interpretado (por ela ou por outros) como um fazedor de média.

    Gostei do post. :)

    Beijocas!

    Ismália .

    ResponderExcluir
  2. Fazedores de "média" sempre dissimulam o que realmente são. Tentam agradar a todos e acabam se prejudicando. Pela frente dão beijos, por tars das facadas. São falsos. Devemos ficar atentos com eles e tentar não fazer o que os mesmos fazem. Ser verdadeiro sempre...este é o caminho.
    ---
    te convido a visitar meu infinito particular.

    ResponderExcluir
  3. Oi querido,

    Excelente reflexão! Quando você colocou o tema, pensei que a normalidade exige o fazedor de média e até o promovem em instâncias profissionais e pessoais. Pense também: maldade tem média? falsidade tem média? E aí tudo que não é adequado fica dentro da média.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  4. Anselmo,
    Hoje estava refletindo sobre essa "média" que você fala no texto. Eu penso como você, elogio é necessário e faz bem, só que ele tem que ser sincero, pautado na verdade do que é de fato a pessoa ou o feito.
    Sinceramente sou avessa à famosa "babação de ovo" e quem muito exalta quer ser exaltado e isso nem sempre consigo fazer, pois sou fiel aos meus gostos e interpretações. As pessoas confundem compartilhamento e amistosidade com hipocrisia. E dessa característica eu fujo como o diabo da cruz.
    O alerta serve pra mim sim. E uma dica que eu sempre dou é a seguinte: Se pode elogiar verdadeiramente, elogie. Se não achou bom, saia de fininho e deixe pra comentar em outra oportunidade que for mais favorável.
    Enfim, em todos os setores da nossa vida devemos ter cuidado para não fazer essa "média" somente para "puxar a brasa pra nossa sardinha".
    Gostei do tema da reflexão Anselmo.
    Beijokas doces e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. Os fazedores de média, estão em toda a parte, e, embora não enganem a mais ninguém, ainda a primeira vista não conseguimos "enxergá-los" como tal...
    Mas é preciso cuidado pra nao generalizarmos e não confundirmos os que buscam ver nos outros, as qualidades, os méritos, os pontos positivos, de forma saúdavel e verdadeira, com os que, por interesses próprios, distribuem elogios, a torto e a direito apenas pra obterem destaque, ou inclusão a grupos, enfim, pra se destacarem de certa maneira.

    O texto é excelente e realmente nos leva a muitas rflexões !

    Abraços da Lu...

    ResponderExcluir
  6. Como já falaram, esses estão por toda parte. Mas, penso que muitas vezes alguns fazedores de médias são nada mais nada menos que uns carentes.

    Deixe-me lhe dar um exemplo de uma pessoa extreemamente carente que conheci. Em meu prédio tinha uma senhora que morou há anos por aqui. Toda vez que ela encontrava alguém, dava um jeiro de soltar um elogio. Ela fazia o mesmo comigo, me via e dizia "que lindo seu cabelo"(detalhe, meu cabelo estava um horror), nossa vc tá magra(e eu tinha no mínimo engordado uns 3 quilos. tenho plena consciência de minha forma física, pô)... e por aí vai. ela sempre dava um jeitinho de tecer palavras "bonitas". Porém, era a maior fofoqueira do prédio e era uma carente abandonada pela família. Não, não sou eu quem estou "imaginando coisas", ela mesmo nos parava nos corredores e começava a "ladainha" de sua vida, do quanto os filhos a abandonaram e outras questões familiares dela. Enfim, era uma pessoa que via o "fazer média" como uma forma de escapar de ser observada e, quem sabe, receber um elogio de volta. E, sabemos, desse tipo, temos aos montes. Aí só posso dizer, sem querer ser esnobe e superior, que sinto pena desses seres.

    bjks JoicySorciere => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  7. cara tu falou tudo!!! nessa sociedade, o que mais se encontra eh esse tipo de gente, e o pior é que alguns ainda conseguem enganar... voce ve que a pessoa esta sendo falsa so pra realmente fazer média, e quando elas se fazem de pobres vítimas???? esses dias passei por uma aqui, porém nunca pensei que uma pessoa poderia chegar tao ao extremo da hipocrisia....

    curti muito teu blog.... vou deixar o meu pode comentar dizer o que pensa lá tb....

    http://allanatlarsen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olha eu aqui de novo... olha só, eu linkei vc num meme na postagem de ontem(28/03), viu? Passa lá... ah, veja tbem a nova postagem, uma entrevista que dei! :)

    bjksssss

    JoicySorciere => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  9. Oi querido... o meme que vc foi indicado é o Conheça o blogueiro... vc responderá as mesmas perguntas que eu respondi lá e mais a pergunta que fiz no final! ;)

    bjinhos

    ResponderExcluir
  10. Concordo plenamente com o texto e, infelizmente, por mais que pessoas falem, no fundo, gostam dos fazedores de média.
    Percebo isto quando sou direto, quando afirmo algo com determinação, sem fazer a famosa média, por vezes muito confundida com diplomacia e logo vem gente me chamando de estourado, esquentado, impaciente, quando, em verdade, estou calmo, apenas defendendo uma ideia que não condiz com a de uma maioria.
    Então concluí que, são estas pessoas que não conseguem conviver com quem não faz média, não admite que eu esteja simplesmente discordando e não "agonizando" como elas me acusam e deve ser um problema delas.

    ResponderExcluir

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...