Só falta você!

quinta-feira, 19 de julho de 2012

A explicação para o mau gosto



Admitamos: o mau gosto existe. Entretanto, não fomentarei aqui o meu gosto que embora seja bom, ele ainda possui lá suas lacunas, afinal, como é sabido de todos: o ser humano é defeituoso.


Pois bem, aceitando o fato de que todos nós estamos vulneráveis perante ao mau gosto, automaticamente admitiremos que podemos retroceder a isso, sendo que a única forma de se esquivar de uma opção infeliz é eliminando-se a sua ignorância. Isto é, quando se é ignorante em um determinado assunto, a sua suscetibilidade para desenvolver maus gostos é ampliada.


Portanto, o mau gosto nasce do desconhecimento. Enquanto não estivermos penetrados em um universo, não conseguiremos entendê-lo, e para isso é preciso ter boa vontade para buscar acessá-lo.


Não tem jeito, dentro do campo de uma arte existem elementos que superam uns aos outros, e para tirar a limpo tais medidas é necessário antes que se conheça as diversificações das coisas. Ao passo que na sociedade atual, o que vemos abertamente é um falto de conhecimento das pessoas para com as modalidades de seus respectivos agrados. É como julgar uma comida que você jamais provou, dizendo logo de cara que ela não é de seu paladar. E isso é muito mais banal do que se pensa, pois não somente para as iguarias, a maioria das pessoas não buscam conhecer as coisas a fundo.


Não trata-se de uma questão simples de preferência. Basta ver que, ordinariamente uma maioria de indivíduos se satisfaz com as primeiras impressões, em ver só um pouco. Ocorre que há um espécie de estagnação mental, isto é, preguiça para conhecer o que é novo, à medida que ela poderia se tornar muito mais sagaz e melhorar a sua forma de apreciar com as experimentações diferentes que faria.


É isso, a fórmula para se ter um gosto bom é não se acomodar nunca e estar sempre movimentando-se, procurando saber acerca de universos por ora inéditos para você. Até porque a diversidade das coisas existem exatamente para que não tenhamos que viver em um mundo constantemente previsível e monótono. Isso seria insuportável, não sei como as pessoas contentam-se em dominar meia dúzia de assuntos, sendo que há uma infinidade de componentes interessantes.


Aprenda que, por mais que seu nível de conhecimento seja significativo, nunca será o bastante. Todavia, conserve eternamente a humildade com você, pois ela é um instrumento indispensável para suas capacidades evoluírem.


E para fins conclusivos, eu diria que a explicação para o mau gosto está na falta de aplicação das pessoas para com os seus arredores, não tenha receio e/ou desleixo e trate de experimentar os "mundos" que só estão aí ao seu lado a espera de serem absorvidos.

5 comentários:

  1. Anselmo, tudo bem?
    Muito boa tua crônica, aliás como os teus textos tenho lido!
    Concordo 100%, no entanto tenho um complemento a fazer, creio que nem sempre o mau gosto é fruto da ignorância, conhecimento reduzido, ou seja lá como poderíamos dizer..., acho que ele também pode ser fruto de um experimento (o que não descartaríamos a ignorância, mas até certo ponto, porque haveria a experimentação para a comprovação ou não), exemplo, bem bobo, mas é um exemplo: comprei um esmalte de unhas verde, um verdão tipo baba de aliem, se você consegue imaginar o que é isso hehe, tudo bem, comprei e pronto! Pintei as unhas e a comprovação, estou com mão estilo 'marciana' hehe, ridículo, horrível, ficou algo assim meio bandeira do Brasil, porque minha pele já é toda amarela... (deu acesso de riso...)
    ...
    como te disse, um exemplo bobo, mas por vezes queremos ter a confirmação de uma coisa, entende? E isso também é buscar a comprovação, mas por meio do empirismo.

    Beijos e ótimos dias!

    ResponderExcluir
  2. Oi querido,

    Boa noite! Texto reflexivo e inquietante. Será que o mau gosto não é provocação do consumo exacerbado? Será que Marx também não questionou o lado antropológico ou biológico do homem na torre de comando para se distanciar de uma possível crise? Percebo também a questão do teste, relatado por Cissinha, além também das mudanças relacionadas a moda, guetos, etc.

    Lindo menino, você é encantador demais!

    Feliz dia do amigo para ti que é muito querido.

    Beijos.

    Lu

    ResponderExcluir
  3. Olá Anselmo.
    Poxa, obrigada pelo comentário. Ser cosplay é algo bem legal, ainda há pessoas que criticam mas a maioria admira seja entendendo do assunto ou não. É um hobby e uma coisa séria(para quem participa de concursos) e acho que isso deve ser respeitado. Porque que mal há em alguém gastar um dinheiro alto em tal coisa se ele pode?
    Sério que vc também curte essa cultura de animes? Legal! Como vc bem mesmo falou, o anime/mangá reúne um pouco de tudo, tornando esse hobby tão cultural e valioso quanto o hobby da leitura/cinema por exemplo.Naruto pode não ser o anime mais literário que existe (tem uns que são surpreendentes, se quiser te mostro aqui no blog) mas de fato há personagens com vidas e sentimentos muito abrangentes (Itachi é o principal nesse quesito).
    Sobre seu texto...está excelente..é mau gosto existe e aos montes..as vezes acho que até a maioria...porém é aquele velho ditado: gosto é que nem....cada um tem o seu. E gosto não se discute, se lamenta.
    Mas é uma verdade que as pessoas criam uma opinião apenas com base na primeira impressão que tem.
    E vamos trocando idéias!
    abs

    ResponderExcluir
  4. Olá Anselmo, obrigada pela sua visita em meu blog e comentário... Ser moderadora não é nada fácil, mas é gratificante e sem contar que ajudar de alguma forma o grupo junto com os outros moderadores é ótimo e complicado ao mesmo tempo. =)

    Quanto ao post, acredito que a mídia tem colaborado com o mau gosto das pessoas. Acredito que o exagero nas coisas contribui de fato para aquela primeira impressão, muitas vezes observamos apenas as aparências e esquecemos o conteúdo. Como você falou que muitos nunca provaram alguma comida, mas já faz uma cara. Hoje em dia está um tanto complicado saber qual estilo é ideal já que a mídia e a internet cada um vai dizer alguma coisa diferente. Adorei seu texto e uma reflexão maravilhosa.

    Beijos

    >>Aqui Fofura...Nem tão fofo assim

    ResponderExcluir
  5. Olá, Anselmo.
    Com toda certeza, gosto não se discute, mas mau gosto é uma coisa visível e entristecedora.
    Acho que ele surge da ignorância, preconceito para com o que é novo e da preguiça e acomodação cognitiva, o que gera um estado de atraso e temor com o que é novo, o que gera o mau gosto.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Não sou o "dono da verdade", portanto, estarei sempre disposto a ouvi-lo(a)...